Visualização da Noticia

Mutirão ouve familiares de detentas

O Conselho Distrital de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos do Distrito Federal – CDPDDH realizou, na manhã do dia 5 de outubro, mutirão na Penitenciária Feminina, que fica no Gama, para ouvir familiares de detentas, colher possíveis denúncias de violações aos direitos humanos e prestar atendimento jurídico e assistencial aos familiares das encarceradas.

Participaram do mutirão, além do conselho, a Ouvidoria da Secretaria de Segurança Pública e da Paz Social, o Conselho dos Direitos do Negro, o Conselho dos Direitos da Mulher, a Secretaria Adjunta da Mulher, Igualdade Racial e Direitos Humanos, que levou informações sobre a rede de proteção à mulher, a Lei Maria da Penha e sobre projetos e ações desenvolvidas pela Casa da Mulher Brasileira. 

A Secretaria Adjunta de Desenvolvimento Social também participou do mutirão, com seus servidores que prestaram atendimentos atinentes ao Cadúnico (consultas sobre status do cadastro único, consultas sobre os programas Bolsa Família e DF Sem Miséria, orientações gerais para atualização e inserção cadastral), bem como prestação de orientações sobre serviços socioassistenciais da política pública de assistência social e encaminhamentos para atendimentos em unidades públicas de assistência social.

Este foi o quarto mutirão. Os demais foram realizados nos dias 13 e 14 de setembro, no CDP; 20 e 21 de setembro, no PDF I; e 27 e 28 de setembro, no PDF II. Todos com a mesma finalidade de prestar orientação aos familiares dos detentos e evitar violações aos direitos humanos no Sistema Prisional do Distrito Federal.