Visualização da Noticia

CEU das Artes da QNM 28, em Ceilândia, está com 80% das obras executadas


Governador e equipe avaliaram andamento da construção em encontro nesta quarta-feira (4). Local terá 7 mil metros quadrados de área, com equipamentos culturais e esportivos

Maryna Lacerda, da Agência Brasília (4/10/17)


Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU das Artes) da QNM 28, em Ceilândia, está com mais de 80% das obras executadas. O andamento da construção da unidade e do CEU das Artes da QNR 2, também na região administrativa, foi apresentado ao governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, pela área social do governo. A reunião ocorreu nesta quarta-feira (4) no Salão Nobre do Palácio do Buriti.

A estrutura da QNM 28 tem 7 mil metros quadrados e conta com biblioteca, auditório, quadra poliesportiva, pista de skate, equipamentos de ginástica, entre outros espaços.

A proposta é integrar ações culturais, práticas esportivas e de lazer, formação e qualificação profissional, serviços socioassistenciais e políticas de prevenção e inclusão digital.

Para o local ser entregue à população, faltam grades nas janelas e alguns equipamentos. A previsão é que a parte estrutural do complexo fique pronta até o fim do ano.

O governador de Brasília se mostrou satisfeito com o andamento e cobrou rapidez na entrega. “Esse é um projeto prioritário para o governo”, reforçou.

Centros de Artes e Esportes Unificados no DF resultam de convênio com a União

O CEU das Artes da QNR 2 é menor, tem 3 mil metros quadrados de área, mas mantém a mesma proposta de trabalho da outra unidade. Ambos os complexos fazem parte de convênio firmado entre o governo de Brasília e o Ministério da Cultura. O da QNM 28 está orçado em R$ 3,5 milhões, e o da QNR 2, em R$ 1,4 milhão, com recursos do governo federal.

Por meio da parceria, foi possível implementar o CEU das Artes no Recanto das Emas, que hoje atende cerca de 500 pessoas por dia. Ele foi inaugurado em 11 de junho deste ano.

CEUs fazem parte do Brasília Cidadã

Os CEUs das Artes no DF são administrados por um grupo gestor com representantes da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, entre eles a secretária adjunta de Políticas para as Mulheres, Márcia de Alencar, que apresentou as informações na reunião de hoje junto com o secretário da pasta, Gutemberg Gomes, e o chefe da Casa Civil do DF, Sérgio Sampaio.

Além disso, os centros fazem parte do Brasília Cidadã, programa que conecta governo, organizações da sociedade civil e cidadãos em redes solidárias, inclusivas e colaborativas, e diferentes canais e instâncias de participação popular, controle social e cidadania.