Visualização da Noticia

Polícia Militar oferece atividades físicas gratuitas para a comunidade do Guará

São 17 modalidades esportivas disponíveis. Para participar do programa Prevenindo com Arte, basta preencher formulário on-line e validar a matrícula pessoalmente

LARISSA SARMENTO, DA AGÊNCIA BRASÍLIA (15/10/17)

O 4º Batalhão de Polícia Militar, no Guará, oferece aulas gratuitas em 17 modalidades esportivas para a população. Cerca de 1,3 mil moradores da região participam de atividades como capoeira, futebol, defesa pessoal, judô e treinamento funcional.

Elas fazem parte do projeto Prevenindo com Arte, que existe há dois anos e que tem como proposta promover ações recreativas para aproximar a sociedade da corporação.

As aulas são ministradas somente por voluntários. São 8 policiais militares e 11 professores da comunidade. Todos com formação nas áreas afins.

Para o coordenador do projeto, o sargento Givanni Cléber Almeida de Sousa, o projeto tem um papel importante. “Às vezes, os jovens ficam muito dispersos. Ao trazê-los para cá, evitamos que se envolvam com drogas e criminalidade.”

O sargento ressalta que, para participar, as crianças precisam estar matriculadas na escola. Para permanecer no projeto, o aluno tem de comprovar que frequenta regularmente as aulas no colégio.

O soldado Alberto Nery, de 30 anos, ministra aulas de jiu-jitsu no projeto. Para ele, essa é uma maneira de colocar no foco a promoção da saúde e o bem-estar. “Hoje em dia as pessoas dedicam menos tempo para a saúde.”

Luan César Correa, de 20 anos, pratica a modalidade desde janeiro. O estudante perdeu 35 quilos e se sente bem mais feliz. “O projeto mudou a minha vida completamente, me tornei uma pessoa mais calma, mais concentrada e estou muito mais ativo”, comemora.

Para o advogado Benedito Marcos dos Santos, de 56 anos, levar o filho Gabriel Marques, de 8 anos, para o futebol é uma forma de melhorar a disciplina e não deixá-lo exposto aos perigos das ruas. “Muitas crianças quando chegam aqui melhoram o comportamento para se enquadrar.”

Quem quiser participar das atividades deve preencher um formulário no site do projeto e depois ir até o quartel para validar a matrícula.